• Adevanir Vaz

Pouso Alegre já criou mais de 1 mil postos de trabalho em 2018


Indústria voltou a contratar em 2018 depois de período difícil

Os números de abril do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho demonstram que é sólida a recuperação das contratações em Pouso Alegre. O período foi encerrado com saldo positivo de 392 vagas. Ao longo do mês foram registradas 1.448 demissões contra 1.880 admissões.

O setor com melhor desempenho foi novamente o de Serviços, que contratou 197 trabalhadores. Ele foi seguido pela Construção Civil (73), Indústria (65), Comércio (33) e Agropecuária (17). No acumulado do ano, o mercado de trabalho já soma 1.082 novas vagas formais de trabalho. Quando o período é estendido para os últimos 12 meses, o saldo sobe para 1.572 postos.

Ranking regional No ranking das maiores cidades da região, Pouso Alegre empatou com Poços de Caldas, que também gerou exatos 392 postos de trabalho no mês de abril. Varginha, por sua vez, fechou 39 vagas.

Indústria retoma protagonismo Na semana em que se comemora o Dia da Indústria, o setor dá sinais de franca recuperação em Pouso Alegre. Base da economia local, o segmento emprega 9,1 mil trabalhadores e fatura R$ 1,2 bilhão por ano, conforme os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

De janeiro a abril, o setor gerou 440 novos postos de trabalho em Pouso Alegre. No Distrito Industrial, boa parte das empresas têm planos de expansão para o segundo semestre e projeções otimistas para 2018. A expectativa é que as contratações sigam aumentando no segundo semestre, quando começa a operar, por exemplo, a farmacêutica indiana ACG.

#Mercado #Cidade

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com