Em recuperação judicial, Locomotiva anuncia fechamento de unidade em Pouso Alegre


Grupo tem mais de 100 anos de atuação no mercado de lonas, mas passa por um processo de recuperação judicial

A Locomotiva, fabricante de lonas e laminados, anunciou nesta terça-feira (21) o encerramento das atividades de sua unidade fabril em Pouso Alegre. A medida afeta 220 funcionários. Os trabalhadores e o sindicato que representa a categoria se reuniram, também nesta terça, com representantes da empresa e do judiciário. No encontro, foi apresentado aos funcionários, que estão com salários atrasados, a proposta de pagamentos e o fluxo de rescisões.

Com mais de 100 anos de mercado, a Locomotiva está em processo de recuperação judicial. A empresa ainda mantém em funcionamento sua unidade de Caçapava (SP). O grupo creditou as dificuldades que enfrenta aos altos custos de operação devido à carga tributária elevada. A paralisação dos caminhoneiros, em maio, representou a pá de cal para a operação local.

Com a energia cortada, a empresa já estava com a produção suspensa. Há dois anos, a Locomotiva empregava 500 pessoas na unidade de Pouso Alegre. Quando anunciou o encerramento das operações, sua força de trabalho era de 220 funcionários.

A empresa informou que honrará todos os compromissos com os funcionários. A proposta de pagamento feita pelo grupo aos funcionários foi aprovada pela categoria em assembleia.

A planta de Pouso Alegre era a maior do grupo. Ocupa uma área de 281 mil m², sendo 21,7 mim m² de área construída. A planta foi instalada em 1999, recebendo as operações antes realizadas na cidade de Mooca (SP).

#Cidade #Mercado

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com