Operação contra o crime organizado mira integrantes do PCC na região


Parte do grupo alvo da operação desencadeada pelo GAECO pode estar envolvida nos ataques a ônibus ocorridos em junho deste ano

Sul de Minas foi um dos principais alvos dos ataques ocorridos em junho deste ano

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) de Pouso Alegre desencadeou nesta terça (16) a 'Operação Balburdia'. A ação tem como alvo integrantes da organização criminosa conhecida como Primeiro Comando da Capital, o PCC, facção criminosa ligada ao tráfico de drogas surgida em São Paulo com tentáculos em todo país.

Ao todo, a operação cumpriu oito mandados de prisão preventiva e nove de busca e apreensão de integrantes e colaboradores da facção. As investigações se iniciaram ainda em julho. O GAECO acredita que o grupo atua dentro e fora dos presídios mineiros.

A investigação apontou que alguns dos membros participaram dos ataques a ônibus ocorridos em junho. Entre os dias 3 e 8 daquele mês, ao menos 38 cidades sediaram atendados em Minas.

Cerca de 21 dos municípios atingidos estavam localizados no Sul de Minas: Lavras, Cambuí, Machado, Alterosa, Brasópolis, Varginha, Alfenas, Guaxupé, Pouso Alegre, Itajubá, Ouro Fino, Passos, Poços de Caldas, Itanhandu, Três Corações, Cruzília, Virgínia, Santa Rita do Sapucaí, São Bento Abade, São Lourenço e Monte Santo de Minas.

Em quatro delas, o GAECO cumpriu mandados de prisão: Itajubá, Três Corações, Três Pontas e Passos. Também foram detidos suspeitos na cidade de São Gonçalo do Sapucaí.

As acusações apontadas pelo GAECO envolvem a integração e a promoção de organização criminosa e de associação ao tráfico de drogas. (Com informações do Estado de Minas)

#DiaaDia

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com