• Adevanir Vaz

Pouso Alegre mantém posto de maior economia da região


Produto Interno Bruto do município chegou a R$ 6,8 bilhões. Renda per capta ficou em R$ 46,8 mil. Extrema assumiu a segunda posição, desbancando Poços de Caldas

Alavancada pelos setores industrial e de serviços, Pouso Alegre segue como maior economia da região (Foto: ASCOM/PMPA)

Pouso Alegre segue como maior economia do Sul de Minas. O Produto Interno Bruto (PIB), ou seja, a soma de todas as riquezas produzidas pela cidade ao longo de um ano, chegou a R$ 6,8 bilhões. Já a renda per capta dos pouso-alegrenses está agora na casa dos R$ 46,8 mil. Os dados foram divulgados nesta quarta (19), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, e são referentes ao ano de 2016.

Se Pouso Alegre manteve a dianteira no ranking regional do PIB, posto conquistado apenas no ano passado, é a cidade de Extrema que segue com os números mais impressionantes. O município de apenas 35 mil habitantes, que fica na divisa com o estado de São Paulo, ultrapassou Poços de Caldas e já é a segunda maior economia da região.

Extrema ostenta um vertiginoso processo de alavancagem de seu PIB. Saltou de R$ 1,88 bilhão, em 2010, para 6,17 bilhão em 2016. O avanço representa um impressionante crescimento de 228%. Não por acaso, a cidade passou a ostentar a maior renda per capta de Minas Gerais: R$ 183 mil.

O avanço de Extrema é surpreendente mesmo para os padrões de Pouso Alegre, que também experimenta forte crescimento econômico nesta década. O PIB local passou de R$ 3,12 bilhões, em 2010, para 6,8 bilhões, em 2016. Um salto excepcional de 118%, mas quase a metade do apresentado por Extrema.

Ranking em Minas

Pouso Alegre segue como a 11º economia do Estado. A maior continua sendo Belo Horizonte. No ranking da renda per capta a cidade ocupa a 33ª posição.

Por setor

O setor com maior peso na produção de riquezas em Pouso Alegre é o de serviços, responsável pela geração de R$ 3,6 bilhões em riquezas no ano de 2016. Em seguida vem a Indústria, contribuindo com R$ 1,36 bilhão, e a Agropecuária, com R$ 101 milhões.

#Cidade #Mercado

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com