"13º não será pago tão cedo", diz governador Zema


Zema afirma que "tão cedo" 13º salário de servidores não será pago (Imagem: reprodução Bom dia Minas/ Globo Minas)

Em uma de suas primeiras entrevistas após ser empossado como governador, Romeu Zema (Novo) afirmou no telejornal Bom dia Brasil, da TV Globo, que o 13º salário dos servidores estaduais não será pago "tão cedo". Herdeiro de um estado em crise, o político esclareceu que outras prioridades terão que ser atendidas até que sua administração tenha condições de quitar os atrasos com o funcionalismo.

Zema admitiu que ainda não teve acesso ao inteiro teor do quadro financeiro do Estado, mas garante que a situação é gravíssima: “A partir de hoje é que nós vamos estar levantando esses dados, mas nós sabemos que a situação de Minas é extremamente delicada. É um estado que está falido. E, com certeza, esse 13º não será pago tão cedo. Não que nós não gostaríamos de fazer isso, mas por impossibilidade”, afirmou.

O governador indicou que terá de eleger ações prioritárias, como o não pagamento de salário para professores da rede municipal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, onde estão os municípios mais pobres e dependentes dos recursos do estado.

“Vamos ter que priorizar aquilo que é mais grave. E não é uma decisão fácil. Lamento muito, mas com certeza vamos encontrar só aranha, escorpião e casvável com muito veneno. Mas com o tempo e muito trabalho nós vamos regularizar isso”, disse Zema, referindo-se ao “baú” da gestão anterior que começou a ser aberto hoje.

Pimentel alegou falta de recursos para pagamento

Um dos últimos anúncios do governo de Fernando Pimentel (PT) foi justamente sobre a impossibilidade de pagar o 13º aos servidores do Estado. Em nota divulgada na sexta-feira (28), o governo informou que lamentava o descumprimento do benefício, “apesar de todos os esforços financeiros realizados, não conseguiu viabilizar o seu pagamento no exercício de 2018”. O montante devido aos servidores pelo 13º é de cerca de R$ 2,1 bilhões.

O coordenador político do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Minas Gerais (Sindpúblicos), Geraldo Henrique da Conceição, informou que vai tentar negociar o pagamento do benefício o mais rápido possível. O sindicalista está à espera de um convite de Zema para o início dos diálogos. Para ele, é fundamental que o novo governador dê uma satisfação sobre a situação do funcionalismo.

#Política

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com