Golpista cria falso romance virtual e fica com R$ 45 mil de aposentada


Quadrilhas especializadas aplicam o golpe com o uso de perfis falsos. Aposentada de Pouso Alegre foi vítima do golpe esta semana (Foto: ilustração/pxhere)

Eles são bons de conversa, gentis, amáveis e atraentes. Nas redes sociais, seus perfis mostram militares, homens bem-sucedidos ou viúvos, muitas vezes se passam por estrangeiros. A vítima é escolhida a dedo. Os alvos são mulheres de boa condição financeira, divorciada ou viúva, que esteja fragilizada.

Este é o perfil e a forma de agir mais comum de um scammer, expressão do inglês que passou a ser utilizada para se referir a perfis falsos em redes sociais que têm como objetivo seduzir pessoas e aplicar golpes financeiros. O crime esvazia bilhões em contas bancárias e parte outros milhares de corações todos os anos no mundo.

A história se repetiu em Pouso Alegre esta semana. Uma aposentada de 61 anos procurou a polícia para registrá-la em um Boletim de Ocorrência. Há poucos meses, ela conheceu um homem em um site de relacionamento virtual. Com a troca de mensagens se avolumando, o contato entre os dois se estreitou. Um romance parecia surgir.

A história que ele contou à aposentada é um tanto espetacular, mas cativante: ele seria um médico americano radicado na Síria, país do Oriente Médio que atravessa um sério conflito armado com desdobramentos internos e externos.

Com a intimidade crescendo, ele não demorou a revelar as complicações de sua narrativa. Longe de casa e em meio ao fogo cruzado, embora fosse um homem de posses, estava impossibilitado de movimentar sua conta bancária, o que o expôs a sérias dificuldades financeiras.

A aposentada passou a conceder uma série de empréstimos ao suposto médico. Entre uma e outra transferência de recursos ele a tranquilizava com uma promessa: assim que deixasse a Síria, viria direto para o Brasil encontrá-la.

Os depósitos continuaram a ser feitos. Em pouco tempo, eles somaram R$ 45,5 mil. Mas era tudo que a aposentada tinha. Seus recursos haviam chegado ao fim. Nesse ponto, o romance se converteu em um thriller assustador. Passou a receber ameaças de uma mulher que surgiu do nada nas conversas que mantinha com o suposto médico.

Só então, a aposentada contou toda a história à família. Foi aconselhada a procurar a polícia. O boletim de ocorrência foi registrado nesta quinta-feira (17).

Mulheres são alvos preferenciais

De acordo com levantamento do Alerta na Rede, canal de denúncia de crimes digitais, do total de vítimas que denunciaram esse tipo de golpes financeiros pela internet, entre outubro de 2016 e dezembro de 2017 (último dado estatístico disponível), 88% eram mulheres e 12% homens.

O prejuízo provocado por crimes virtuais no Brasil chega a cada das dezenas de bilhões de dólares. De acordo com um relatório da Norton Cyber Security, em 2017, o Brasil passou a ser o segundo país com maior número de casos de crimes cibernéticos, afetando cerca de 62 milhões de pessoas e causando um prejuízo de US$ 22 bilhões.

Esse conteúdo foi útil para você? Curta nossa página no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece em Pouso Alegre e região.

#DiaaDia

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com