Zema vai pagar 13º em 11 parcelas


Zema usos as redes sociais para informar sobre o parcelamento (Imagem: reprodução de redes sociais)

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou em suas redes sociais na noite desta segunda (28) como sua administração pretende quitar o 13º salário dos servidores estaduais, valor não quitado pelo governo Pimentel (PT).

Os pagamentos vão se dividir em 11 parcelas, que serão pagas sempre no primeiro dia útil após o dia 20, a partir do mês de fevereiro. A tabela de pagamentos vale para nativos, inativos e pensionistas.

De acordo com o governo mineiro, os pagamentos serão destinados a 371.786 servidores ativos, 256.081 inativos e 52.000 pensionistas, totalizando 679.867.

Veja o comunicado do governador nas redes sociais:

Repercussão

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público do Estado de Minas Gerais (Sindpúblicos-MG) mostrou contrariedade com o anúncio do governador. O presidente do órgão, Geraldo Henrique, classificou a medida como "decepcionante e muito injusta". "Vejo isso com uma preocupação muito grande, principalmente para aqueles que recebem salários menores. Parcelar em 11 vezes você está tratando desiguais como iguais", considerou.

A Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros (AOPMBM) foi ainda mais dura. "Será preciso adoção de posturas radicais e contundentes que comprometam o Estado de Direito?". Foi a fase de protesto da entidade contra a decisão do governo do Estado de parcelar o 13º.

Em nota assinada pelo coronel da PM Ailton Cirilo da Silva, presidente da entidade e diretor regional Sudeste da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (Feneme), a AOPMBM afirma que a notícia "conseguiu piorar o que era ruim".

#Política #Minas

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com