PRF de Campo Grande barra carga com 103 quilos de pasta de cocaína que seguia para Pouso Alegre


Droga foi carregada em Ponta Porã e seguiria para Pouso Alegre (Foto: PRF)

Conhecido corredor do narcotráfico originado em países produtores como a Bolívia, o Mato Grosso do Sul volta a figurar como origem de grandes quantidades de droga remetidas a Pouso Alegre. Na tarde desta segunda (18), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) interceptou uma carga de 103 quilos de pasta base para cocaína que seguia pela BR-060, em Campo Grande, com destino ao município.

Leia também

>> Vigilância Sanitária apreende 100 quilos de carne considerada imprópria para o consumo em Supermercado de Pouso Alegre

>> Acidentes envolvendo motos deixam 7 mortos na região

O volume chama atenção. Refinada, a matéria prima poderia ser convertida em até uma tonelada de cocaína refinada pronta para o mercado. O fluxo de drogas do Mato Grosso do Sul para o Sul de Minas, incluindo Pouso Alegre, já esteve em evidência na última semana, quando a Polícia Civil desencadeou a Operação Lilith, desbancando uma rede de tráfico que atuava na região.

As investigações revelaram que a droga trazida pelo Mato Grosso do Sul começava a ser transportada pela fronteira do Paraguai. O principal fornecedor da quadrilha era filiado a uma facção criminosa de São Paulo. O líder do bando, Antônio Marco, conhecido por 'Coala', foi preso em Pouso Alegre, mas a atuação da quadrilha se concentrava em Lambari e outras cidades da região.

Droga apreendida em Campo Grande

A droga apreendida nesta segunda em Campo Grande era transportada de uma forma já bastante manjada pelas autoridades, seguia camuflada em um caminhão que transportava milho.

O caminhão modelo Volvo, com placas de Mato Grosso do Sul, era conduzido por um homem, de 36 anos. Parado em uma barreira da PRF no quilômetro 369 da BR-060, ele começou a se complicar quando deu versões contraditórias quanto ao destino da viagem.

Diante da suspeita, o veículo foi levado para o pátio da delegacia da PRF, que empregou cães farejadores para o pente-fino no veículo. A pasta base para cocaína foi encontrada na cabine do caminhão. Ao todo, foram localizados 100 tabletes da droga sob um fundo falso.

Não demorou muito para o caminhoneiro abrir o jogo. Ele contou que carregou o caminhão com a droga em um posto de combustível abandonado, em Ponta Porã (MS). De lá, partiu para Sidrolândia (MS), onde recarregou o milho. Segundo ele, no destino final da carga de cocaína, em Pouso Alegre, ele receberia R$ 25 mil pelo transporte. O caso foi repassado à Polícia Federal.

#DiaaDia

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com