Desmoronamento: 11 casas são interditadas e famílias deixam Jardim Brasil 2


Local atingido era alvo de reclamações há pelo menos dois anos. Suspeita é que talude tenha cedido por conta de obra realizada por empreiteira em uma área logo abaixo das casas

Desabamento atingiu quintais de pelo menos três casas - imagem: reprodução EPTV

Trechos dos terrenos de três casas desabaram levando à interdição de 11 casas no Jardim Brasil 2, residencial que fica na região do bairro São João. Ao menos uma das casas foi condenada pela Defesa Civil.

A suspeita é que o talude do aterro sobre o qual as casas foram construídas tenha cedido por conta de uma obra realizada por uma empreiteira em uma área logo abaixo das residências.

Com o desabamento e a interdição das moradias, as famílias precisaram sair às pressas. O coordenador da Defesa Civil de Pouso Alegre, Ailton de Souza Alves, informou que uma parte delas seguiu para a casa de parentes e, aquelas que não tinham outra opção, seriam encaminhadas para hotéis da cidade. A medida seria temporária, até que os desabrigados possam receber o aluguel social da Prefeitura.

Apesar do auxílio prestado, a administração municipal afirmou que as residências afetadas, imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida, são de responsabilidade da Caixa Econômica Federal (CEF). O município prometeu acionar o banco nesta quarta-feira (21).

Moradores apintam riscos há dois anos

Há pelo menos dois anos, os moradores apontavam os riscos representados pela obra. Rachaduras em paredes e afundamento do chão são alguns dos indícios recorrentes nas casas ao longo do período. As famílias alegam que já haviam alertado a Caixa, a Prefeitura e mesmo a empreiteira sobre os riscos.

A empresa responsável pela obra apontada pelos moradores como causadora do desmoronamento alegou à emissora EPTV que a construção está regular e que teria um laudo técnico jurídico que atestaria seu rigor técnico e atendimento às normas.

A administração municipal disse ainda que as famílias serão encaminhadas para um hotel nesta terça-feira (20) e que na quarta devem acionar a Caixa para que as devidas providências sejam tomadas.

#Cidade

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com