O FOGO CURA! A arte do churrasco: uma tarde com os Assadores


A arte do churrasco e o amor pela tradição.

Uma tarde com os Assadores

Os Assadores em formação: o paredão do churrasco

Mais do que uma comida, mais do que uma forma de cozinhar. O churrasco é uma paixão que une o Brasil inteiro. Por isso, a coluna Quintal de Minas deu um pulo em São Pedro, no interior do estado de São Paulo, para acompanhar a equipe dos Assadores, um dos principais grupos de churrasco do Brasil.

Liderado pelo Chef do Fogo Fábio de Pádua, os Assadores vêm ganhando destaque pelo país. Tanto assim que, no início do mês, eles foram convidados pela dupla sertaneja Fernando e Sorocaba para participar da gravação do DVD “Isso é Churrasco”.

Curso de churrasco

O curso de churrasco que aconteceu no sábado vai ficar na memória dos amantes de carne e fogo. Eles tiveram o privilégio de aprender técnicas como fogo de chão, parrilla Argentina e Uruguaia, Varal com galinhas, linguiças e frutas.

Um espetáculo de sabores, cheiros e de imagem. Em uma tarde assim, todos os seus instintos gustativos são testados e, acredite, você vai querer experimentar tudo que tem ali.

O nascimento

Os Assadores vieram ao mundo de uma forma mistica, espiritual, mesmo. Tinha forma melhor? Nascer do universo transcendental! Fábio, um dos fundadores do grupo, conta que teve um sonho com um pequeno boi, parecido com um boneco da Playmobil. O boi foi crescendo, crescendo, até que ele estava em cima dele. Assustado com o repentino gigante bovino, acordou. Acordou também a esposa. Eufórico, contou o sonho e vaticinou: 'Vou virar vegetariano!'.

Bem, vou deixar o Fábio explicar melhor essa história:

"Aí, minha esposa disse: 'ressignifica isso melhor'. De manhã chamei um amigo publicitário que havia conhecido no meu restaurante e fui conversar com ele. Da conversa, nasceu o símbolo, o Touro, e, logo depois, em um curso, eu vi uma frase e tirei o nome: 'Assadores.'

Montei a marca e coloquei no meu restaurante. Um dia, um frequentador me sugeriu montar um curso de capacitação para hambúrgueres. Montei uma turma com 33 pessoas numa segunda feira. Foi maravilhoso. A partir daí, vi que esta era uma área que precisava ser explorada com capacitação, cursos de carnes e churrasco".

O crescimento dos eventos de churrasco

Os eventos de churrasco têm ganhado popularidade no país. Esse crescimento acelerado tem seus prós e seus contras, avalia Fábio: "Esta onda pode ser uma tremenda onda para você surfar ou ela pode vir para destruir. Tem muita gente surfando com bomba na mão e outras com papel e lápis", pontua.

Perfil

Fábio de Pádua, fundador dos ASSADORES, formado em “CCI” (Cozinheiro Chef Internacional) pelo Senac Grande Hotel São Pedro.

Nasceu literalmente dentro de um saco de farinha, na padaria de seu pai. Quando criança, corria dentro da produção de carnes e assados, massas, doces e quitutes na lendária Tutti Buona Massa, Rotisserie da Família na cidade de Piracicaba (SP). Acredita ter nascido assim a paixão pelo mundo do churrasco.

Fundou e lançou marcas de sucesso, entre elas: a Assaggio® , Lá do Divino® e Assadores®

Hoje, é CEO dos ASSADORES.

Inovador, é um entusiasta do mundo gastronômico. Atualmente, ministra cursos e workshops de churrasco em todo Brasil. Nos últimos anos, tornou-se referência na arte dos assados.

É o líder responsável por todos os assadores no maior evento de churrasco do Brasil, o Mr Moo.

Durante os cursos, amizades fraternas foram sendo criadas e a paixão pela busca do melhor assado com técnicas e estilos uniram amantes do fogo. Assim foi surgindo a equipe Assadores. Hoje, o grupo desbrava o Brasil com churrasco!

Uma lista de presenças do último curso: Adriano Emídio (Professor), Cleber Lamarca, Renato Flório, Carla Valim, Daniel Rocha (Simprão), Júnior Siqueira, Fernando Bourgogne e Bruno Almeida. Bem... e eu! Isso mesmo, já estou desbravando com esses amigos o amor pelo fogo!

O churrasco ganha mais e mais força num país que já o escolheu como patrimônio cultural: técnicas de assados, tipos de cortes e carnes, procedência da criação com manejo, temperos e marinaras são alguns dos ensinamentos deste vasto universo de conhecimentos.

Um universo que vai muito além de apenas acender o fogo e repousar a carne! A busca da perfeição, o amor pela arte de assar faz do assador um maestro regendo sua orquestra! O som: brasas estralando, carnes assando e mandíbulas em movimento anatômico com olhares e reações!

A equipe

Carla Valim, 38 anos de Indaiatuba SP, representa a força da mulher na equipe.

“Pra mim, representa um momento único, onde o fogo consegue reunir através dele a paixão por carnes e, ainda, ter pessoas especiais ao nosso lado.” Sobre ser mulher em um espaço em que a maioria dos apaixonados são homens: “Como em todas as profissões, ainda tem pessoas que acham que mulher não dá conta, porém eu tive a sorte de achar pessoas incríveis nesse mundo e me tratam igual. Me ensinam muito”.

Chef Adriano Emídio, 42, de Campinas - SP, também conhecido como “Professor”, nos conta um pouco sobre o crescimento do churrasco e suas técnicas no Brasil:

“Acredito que o crescimento dos eventos que envolve churrasco seja o reflexo natural de dois pontos primordiais. Primeiro: As pessoas estão procurando uma nova forma de confraternização e divertimento num ambiente familiar e descontraído; e o segundo ponto: o consumidor final está em busca de uma melhor qualidade na carne, ou seja, ele está buscando uma cadeia produtiva de qualidade em cortes, sabores e texturas, em que o acesso se torna mais fácil dentro destes eventos de churrasco, podendo assim degustar diversos tipos em um mesmo local com diversos chefes, que mostram suas técnicas de cocção em pratos que vão além da experiência de um simples churrasco. Em cada evento e em cada estação o consumidor vai poder experimentar inúmeras combinações gastronômicas diferentes e sempre feitas diretamente no fogo da lenha e do carvão.”

O Assador Cleber Lamarca, 44 de São Bernardo do Campo - SP, fala sobre o fogo de chão: "Tem um ditado antigo que diz: 'Quer conhecer uma pessoa? Coma um quilo de sal com ela'. Hoje, eu digo: 'quer conhecer uma pessoa? Faça um fogo de chão com ela! São mais de 8 horas fazendo este trabalho maravilhoso".

Júnior Siqueira, 38, de Santo André - SP fala sobre o Dirty Steak (bife sujo),

mais conhecido como Filé Medieval: A técnica é usada para assar a carne diretamente na brasa:

"Prepare um braseiro forte. Com uma pá, faça como se fosse uma cama, dando leves batidas para que o pó do carvão desça. Assim que tiver uma base reta, coloque o steak e acompanhe até o ponto que você goste (se o steak for uma proteína com gordura poderá subir o fogo). Retire o steak da brasa e, antes de virar, reative o carvão, fazendo todo o processo novamente.

Assim que tiver a base preparada, coloque o Steak para assar o outro lado até chegar ao ponto desejado. Passando por esse processo é só retirar o excesso de brasa que estará colado no steak. Deixe descansando por 2 minutos e faça o corte, finalizando com flor de sal. Bom apetite!

Lembrando que o tempo de cada lado varia muito de como está o braseiro. O interessante seria deixar as brasas bem vivas (vermelhas) e se atentar para que não queime".

****

Ei o fim de mais um curso dos Assadores. A noite terminou com a entrega dos certificados aos participantes e do Touro Dourado, símbolo máximo da mentoria dos Assadores ao assador Daniel Simprão, que cumpriu com louvor todas as técnicas ensinadas na mentoria. Com a honraria, ele se tornou um 'Assador Dourado'.

"A Chancela foi SENSACIONAL, mas o mais importante são os irmãos do fogo que conheci e, hoje, são mais que família...são ASSADORES", diz o nosso grande Simprão.

O churrasco é a cozinha do plural, um encontro de almas, uma celebração de espírito. Nele se celebra a amizade e o amor.

Vale a pena conhecer e vivenciar uma tarde destas! É sobre churrasco, é sobre tradição, é sobre Brasil.

#DedodeProsa

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com