• Adevanir Vaz

Pouso Alegre segura empate e vai às semi-finais da Segundona


Em um jogo brigado, cheio de nervosismo, o Pouso Alegre precisou resistir ao Boston City para segurar o empate em 1 a 1 e se classificar para as semi-finais da Segundona. O segundo confronto entre as duas equipes, que disputavam uma vaga na próxima fase da competição, ocorreu na tarde deste sábado, no Manduzão.

Depois de empatar em 0 a 0 fora de casa, o Pousão precisava apenas do empate para avançar na disputa. A equipe espera, agora, o resultado dos demais confrontos das quartas de final ao longo do fim de semana para saber quem será seu adversário na penúltima etapa do campeonato. Se passar pelas semi-finais, o Pouso Alegre já terá alcançado seu principal objetivo, o acesso ao Módulo II do Campeonato Mineiro.

O jogo

O gol do Pousão saiu aos 25 minutos do primeiro tempo, em um contra-ataque rápido, que começou em uma roubada de bola e terminou em uma arrancada de fôlego do camisa 11, Romarinho. Ele avançou da intermediaria até a entrada da grande área e bate cruzado para abrir o placar do jogo.

O primeiro tempo começou nervoso. O Pousão não conseguia construir suas jogadas, enquanto o Boston City tentava impor seu volume de jogo, ainda assim sem muita agressividade. Mesmo assim, por pouco a equipe não marcou em um bate-rebate dentro da área. A bola chegou a entrar, mas não valia mais nada. O bandeirinha já havia apitado impedimento.

Apesar de jogar em casa, as melhores oportunidades do Pouso Alegre vinham dos contra-ataques, sempre tirando proveito da velocidade de Romarinho. Aberto o placar, a equipe criou várias chances de gols, mas parou no goleiro Leandro, do Boston, e na pontaria de seus atacantes.

As chances desperdiçadas no primeiro tempo faria falta na etapa final da partida. Quando a bola rolou no segundo tempo, o Boston precisou de apenas dois minutos para igualar o placar.

O gol foi marcado pelo camisa 6, Gelson. Ele aproveitou o rebote do goleiro Cairo depois de um chute chute fechado que veio da esquerda da meta do Pousão. Gelson precisou chutar duas vezes para marcar. Na primeira batida a bola foi na trave, mas sobrou de novo para ele, que só teve que empurrar para o fundo da rede.

Daí em diante, a tensão do jogo aumentou muito. Lances mais duros fizeram o árbitro Taitison José de Oliveira agir. Ele distribuiu oito cartões amarelos, seis deles no segundo tempo. Agitados, os bancos de reserva das duas equipes reclamavam muito com a arbitragem. O massagista do Pouso Alegre, Hélio Moscardin, acabou expulso aos 47 minutos do segundo tempo por excesso de reclamações.

Torcedores irados com a arbitragem

Da arquibancada do Manduzão, o árbitro ouvia cantos pouco elogiosos. A torcida ficou na bronca com as marcações de Taitison. A bronca ficou maior ainda depois que o árbitro decidiu dar sete minutos de acréscimo, dando contornos de dramaticidade ao jogo.

Apesar de pressionado, o Pousão conseguiu segurar o empate para alegria dos cerca de 3,4 mil pagantes que foram ao estádio empurrar o Dragão.

#Esporte

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com