• Adevanir Vaz

Cimed segue para figurar entre 10 maiores faturamentos do país e se prepara para IPO


Planta da Cimed está sendo construída no prédio onde funcionava a Locomotiva. Área total de 283 mil metros quadrados foi adquirida recentemente pelo grupo farmacêutico, que pretende dobrar sua produção com a fábirca - Foto: divulgação

A Cimed, empresa fundada há 40 anos, em Pouso Alegre, já é a terceira maior farmacêutica do país e deve se consolidar em 2019 entre as 10 com maior faturamento, chegando a R$ 1,6 bilhão. O valor é 24% maior que o registrado em 2018, quando o grupo ostentava a 18º posição no quesito.

Leia também:

> Trabalhador que descansava no passeio morre atropelado em Pouso Alegre

> Trânsito de Pouso Alegre instala radar eletrônico na Prefeito Olavo Gomes, próximo ao Morumbi

O próximo grande passo da empresa será a abertura para o mercado de capitais, o que deve ocorrer em 2021. Para organizar a casa e estar pronta para o IPO, que é a oferta inicial de ações na Bolsa de Valores, a companhia acaba de contratar José Roberto Lettiere, ex-BR-Distribuidora. Ele assume como diretor financeiro, com a missão de reforçar a governança corporativa da empresa.

"2020 será o ano da segunda virada da companhia. A meta é atingir o faturamento de R$ 2 bilhões. Estando com a casa arrumada, podemos dar início ao IPO, se as condições de mercado permitirem", revelou ao Valor Econômico João Adibe, presidente da Cimed.

Lettiere disse ao jornal que apenas com o crescimento orgânico da empresa é possível chegar entre as seis maiores empresas do país em faturamento nos próximos anos. "Nos últimos anos, a Cimed vem crescendo acima do mercado. A empresa cresce ganhando participação de mercado. E a meta é, somente com o aumento orgânico, em três anos estar entre a sexta e a sétima posição no ranking das maiores companhias em faturamento", afirmou.

Ainda assim, também segundo o diretor financeiro, a meta pode ser alcançada com antecedência, já que a companhia avalia começar a operar em segmentos que não atua, "como o de medicamentos de prescrição, que representa 50% das vendas no mercado brasileiro", anota a reportagem do Valor.

Nova fábrica em Pouso Alegre é crucial para os plano do grupo

A abertura ao mercado de capitais costuma ocorrer quando a empresa atinge dimensão tal que a soma de recursos necessários para financiar sua expansão crescente demanda um elevado aporte financeiro. É este o caso da Cimed. O IPO chegará para alavancar a empresa que mantém projeções ambiciosas de crescimento.

Nessa caminho, a nova fábrica da empresa em Pouso Alegre será crucial para a concretização de seus planos. A planta, que etá sendo construída sob a antiga fábrica da Locomotiva, permitirá à companhia dobrar sua produção de medicamentos sólidos, chegando a 800 milhões de unidades por ano.

Com a nova planta, que terá investimento total de R$ 500 milhões, a empresa espera iniciar a produção de produtos hospitalares e começar a participar de licitações públicas.

Com informações do Valor Econômico

#Cidade #Mercado

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com