Presos suspeitos de participarem de ataque a banco em São Gonçalo do Sapucaí


Em primeiro ataque a bancos do ano, bandidos invadiram agência e fizeram reféns em São Gonçalo do Sapucaí - Foto: redes sociais

A Polícia Militar prendeu dois homens suspeitos de terem participado do ataque a bancos em São Gonçalo do Sapucaí. A dupla foi pega após uma tentativa frustrada de roubo de veículo, na cidade de Campanha. Impedidos pelos proprietários, eles fugiram e acabaram capturados em um cerco da Polícia Militar, próximo à cidade de Perdões.

Ao todo, quatro homens teriam participado do ataque ocorrido na madrugada de quarta-feira, 15. No cerco feito próximo a Perdões, os bandidos se embrenharam na mata. Dois foram capturados. A polícia suspeita que ao menos um outro integrante da quadrilha ainda esteja no local. Os rastreamentos continuam.

Roubo de veículos

No dia anterior ao ataque a bancos em São Gonçalo do Sapucaí, a quadrilha havia roubado uma caminhonete Toyota Hilux também em Campanha, veículo utilizado na ação criminosa. Nesta quinta-feira, eles tentavam roubar outra caminhonete, desta vez uma Volkswagen Amarok. Mas o grupo foi impedido pela família proprietária do veículo, que começou a gritar, espantando-os. A polícia foi então acionada, dando início ao cerco.

Primeiro ataque a banco do ano

O ataque orquestrado pelo grupo em São Gonçalo do Sapucaí foi a primeira ação do gênero este ano no Sul de Minas. Um grupo de quatro criminosos armados promoveu a ação que teve como alvo dois bancos: a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

O quarteto chegou à cidade em uma caminhonete, roubada na noite anterior na cidade de Campanha. Durante a ação, o grupo capturou duas pessoas que passavam pela rua e as fizeram reféns. Os bandidos primeiro tentaram explodir caixas eletrônicos no Banco do Brasil, mas não conseguiram acessar a agência. Na sequência, conseguiram entrar na Caixa Econômica Federal, a poucos metros do BB, e explodiram alguns caixas.

Eles conseguiram retirar dinheiro, mas não se sabe ainda a quantia. Após a ação, o grupo fugiu na caminhonete utilizada no ataque sentido zona rural da cidade de Cordislândia. Os reféns foram liberados sem ferimentos.

#DiaaDia

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com