• Adevanir Vaz

Teste para novo coronavírus em família isolada no HCSL dá negativo


Família que estava com suspeita de coronavírus recebeu alta na manhã de hoje, depois que teste para a doença deu negativo. Eles estavam isolados em ala do HCSL desde o dia 26 de fevereiro - Imagem: reprodução R24

O teste para o novo coronavírus (Covid-19) na família que estava isolada no Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL), desde 26 de fevereiro, deu negativo. O resultado foi divulgado no final da manhã desta quinta, 05, em coletiva de imprensa na unidade de saúde.

Com o resultado do teste realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-RJ), a família recebeu alta da quarentena. Anderson, um policial militar veterano de 48 anos, o pai, Karine, de 45, a mãe, e Lowell, o filho, de 21, devem retornar ainda hoje para a cidade Varginha, onde residem.

Os três participaram da parte final da coletiva de imprensa. Anderson explicou a razão de eles terem comunicado os sintomas às autoridades depois que voltaram da Itália, onde estiveram em uma região com registro da doença:

"A gente sabia que a nossa saúde estava bem, mas como nós temos contato com pessoas mais idosas, da nossa família, nossa preocupação era que, se a gente estivesse com o vírus, o índice de mortalidade era maior principalmente entre os idosos. Então, a gente quis evitar o mal maior, tanto para a nossa família quanto para a comunidade", contou o policial veterano.

A família agradeceu reiteradamente o cuidado dado pela equipe médica e de enfermagem do hospital. Já o diretor técnico do hospital, Alexandre Ciapina Hueb, elogiou o desprendimento dos pacientes ao comunicar o sintomas da doença e se enaminharem para um difícil isolamento.

"Essas pessoas fizeram uma viagem à Europa e tiveram a dignidade de comunicar os sintomas da síndorme gripal à rede de saúde (...) deixaram o conforto do seu lar para proteger a comunidade. Um ato louvável. Eles ficaram restritos, em um ambiente inóspito (...) para evitar a disseminação desse novo vírus", avaliou Hueb.

A coletiva de imprensa no HCSL reuniu a diretoria clínica, técnica e administrativa do hospital, além do prefeito Rafael Simões (PSDB).

Família pode ter sido acometida por uma infecção bacteriana

No último sábado, 29, a Fundação Ezequiel Dias (Funed-BH) divulgou o resultado de um teste para nove tipos de vírus mais comuns, como os provocados pelo Influenza, que causa a gripe, mas nenhum deles foi detectado. Só então, suas amostras foram encaminhadas para a Fioruz, no Rio de Janeiro, para o teste específico para coronavírus.

Mas se nenhum vírus foi detectado, qual doença teria acometido a família. O diretor técnico do hospital acredita que eles tenham sido vítimas de uma infecção bacteriana. "Muito provavelmente, eles tinham uma infecção de vias aéreas de características bacterianas já que o resultado para os vírus não foram positivos", sustentou.

Histórico

A família foi encaminhada de Varginha para Pouso Alegre no dia 26 de fevereiro. Com sintomas similares aos causados pelo novo coronavírus e histórico de viagem para a Itália, em região onde a doença já estava se propagando, eles foram isolados em uma ala do Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL).

A unidade de saúde foi destacada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais como referência para atendimento de casos relacionados ao vírus.

Cidade segue com uma suspeita de coronavírus

A Prefeitura de Pouso Alegre confirmou ontem, 04, a existência de um caso suspeito de contaminação pelo novo coronavírus na cidade. O caso se refere a um homem que reside em Contagem, mas trabalha em Pouso Alegre.

Ele procurou o Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL) na segunda-feira, 02, com sintomas similares ao da doença Ele informou ter tido contato recente com o filho, que retornara da Europa apresentando sintomas similares ao da doença. O R24 apurou que esse contato ocorreu em Contagem. De posse das informações, o hospital adotou os procedimentos de praxe.

"O material para exames foi colhido e enviado para análise, obedecendo rigorosamente o protocolo do Ministério da Saúde", informa nota da Prefeitura.

Ainda de acordo com o informe, o paciente está em observação e acompanhamento em seu domicílio, "devidamente monitorado pela Secretaria Municipal de Saúde".

#Saúde

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com