• Adevanir Vaz

Prefeitura vai repassar R$ 750 mil à Planalto por redução de passageiros em meio à pandemia de coron


Administração afirma que concessionária está sendo afetada pela crise da pandemia de coronavírus e ajuda é para que empresa não interrompa a prestação de serviços ou aumente a tarifa. Oposição chama iniciativa de oportunismo político e pede ajuda a pequenas empresas

Empresa teria tido grande queda de passageiros por conta das medidas restritivas impostas pela Prefeitura para enfrentamento do coronavírus - Foto: reprodução/arquiivo - R24

Atualizada às 21h33

A Câmara de Pouso Alegre aprovou projeto de lei da Prefeitura que prevê um subsídio de R$ 750 mil para a Expresso Planalto, concessionária de transporte público no município. A proposta, votada em única votação e regime de urgência, foi aprovada por 8 votos a favor e 3 contrários na noite desta terça-feira, 24.

> Confira a íntegra do Projeto de Lei 1.073

De acordo com a Prefeitura, a receita da concessionária foi bastante afetada pelas medidas de restrições para o combate ao novo coronavírus, que provocaram queda de passageiros nos últimos dias. A se manter, o cenário poderia inviabilizar a operação da empresa, causando desequilíbrio financeiro, ainda conforme o administração.

"Esse reforço que vai ser feito é para manutenção da frota em funcionamento, folha de pagamento e para que todo o sistema de transporte público urbano continue funcionando e garantindo às pessoas mobilidade nesse período", disse ao R24 o vereador Bruno Dias (PL), líder do governo na Câmara.

Para a oposição, no entanto, a medida da Prefeitura não passaria de oportunismo político. Para o vereador Dr Edson (Cidadania), o momento requer sacrifícios de todos, especialmente das grandes empresas.

"A sessão de hoje me causa grande indignação. Nós temos que lutar pela cidadania, pela vida. Esse momento não é o momento de fazer política, não é o momento de fazer cortesia com o chapéu alheio", afirmou o vereador que afirmou ser seu dia mais triste na Casa, já que esperava que os vereadores se mobilizassem para ajudar a "população que está enclausurada em suas casas".

Os outros dois vereadores que votaram contra a medida, André Prado (PV) e Campanha (PROS) cobraram da Prefeitura que houvesse socorro aos pequenos comerciantes e empresários.

Forma de repasse

O valor do subsídio será repassado à empresa em três parcelas mensais de R$ 250 mil. A transferênia será feita diretamente do Gabinete do Prefeito para a empresa, que ficará responsável por encaminhar à Prefeitura a planilha de custo, comprovando os impactos da redução de passageiros em razão das restrições colocadas pelo município para o combate ao coronavírus.

De acordo com a Prefeitura, o aporte de R$ 750 mil na concessionária impedirá que a empresa eleve a tarifa de ônibus ou interrompa a prestação de serviços. Curiosamente, o reajuste anual que normalmente ocorre em dezembro não foi feito no último ano.

Empresa reduz horário

Como o R24 noticiou mais cedo, a Expresso Planalto passou a operar exclusivamente com horários de fim de semana. Os horários que vigiam durante a semana, de segunda a sexta-feira, correspondem, agora, aos horários de sábado. Já os horários de sábado seguirão os horários de domingo.

Nos domingos e feriados também haverá mudança, mas "com redução de horário de acordo com a demanda das linhas, preservando o atendimento social (horários em todos os bairros)", diz o informe.

A mudança passou a valer nesta segunda-feira, 23, mas o anúncio da empresa só foi feito nesta terça, 24. De acordo com a concessionária, serão mantidos carros reservas e motoristas para atender aumento pontual de demanda se houver necessidade.

#Política

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com