Com retomada do comércio, Planalto pode não receber ajuda de R$ 750 mil da Prefeitura

Com a volta da maioria das atividades econômicas em Pouso Alegre, empresa de transporte coletivo pode não receber toda ou parte da verba que a Prefeitura destinaria à concessionária por queda no número de passageiros


Subsídio à Planalto pretendia compensar redução de passageiros por conta da pandemia de coronavírus - Foto: Arquivi/R24

A medida mais polêmica adotada até aqui pela Prefeitura de Pouso Alegre ao longo da pandemia de coronavírus pode não sair do papel. Nenhuma das três parcelas, que totalizariam R$ 750 mil, do subsídio para compensar a queda de passageiros da Expresso Planalto, em decorrência da pandemia de coronavírus, foi repassada à empresa.


O projeto de lei que autorizou a Prefeitura a conceder o subsídio à concessionária de transporte público foi aprovado, por 8 votos a 3, em votação única e regime de urgência, pelos vereadores da Câmara de Pouso Alegre, no dia 24 de março.


O subsídio foi aprovado no contexto das medidas de restrição ao comércio, que impactou no número de passageiros transportados pela empresa. Na justificativa do projeto de lei, a Prefeitura afirmava que o aporte era necessário para manter o funcionamento regular do serviço sem causar desequilíbrio financeiro para a empresa.



Relacionadas: Mesmo com subsídio de R$ 750 mil, Planalto tem suspensão de funcionários e redução de horários de ônibus



No entanto, dois dias depois da aprovação da proposta, o prefeito Rafael Simões (DEM) promoveu a primeira flexibilização das medidas de restrição, permitindo a abertura de boa parte do comércio, ação que seria ampliada 30 dias depois com a permissão da abertura de bares, restaurantes e academias.


Diante do novo contexto, o R24 apurou que a Prefeitura está reavaliando os repasses à empresa, embora não se posicione oficialmente à respeito. Esta semana o tema foi alvo de debates na Câmara de Vereadores. A oposição à administração Simões sugeriu que a verba já aprovada pela casa tenha outra destinação, como o suporte financeiro a pequenas empresas que estão em apuros.

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com