Equipamentos de hospital desativado em Santa Rita são integrados a estrutura do HCSL contra covid-19


Ventiladores, monitores e quipamentos diversos foram retirados pelas prefeituras de Santa Rita e Pouso Alegre do Hospital Maria Thereza Rennó, desativado há mais de seis anos. Equipamentos vão ajudar a disponibilizar mais 38 leitos de UTI no HCSL e 26 leitos para Unidade de Pronto Atendimento em estrutura destinada a atender 32 cidades



Hospital já recebeu ao menos duas remessas de equipamentos retirados de unidade particular desativada em Santa Rita - Imagem: divulgação

Mais uma remessa de equipamentos retirados do Hospital Maria Thereza Rennó, em Santa Rita do Sapucaí, foram recebidos no sábado, 11, pelo Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL), em Pouso Alegre. Desta vez, os equipamentos foram requisitados pelo município com base no decreto 5117/2020, que declarou situação de emergênia em saúde na cidade, e no Decreto de Calamidade Pública do governo de Minas, ambas legislações criadas para combater a pandemia de coronavírus.


Os decretos prevêm a requisição de bens de pessoas naturais e jurídicas "com garantia de pagamento posterior de indenização justa". O Hospital Maria Thereza Rennó é privado e está desativado há mais de seis anos. Com o incremento vindo da unidade de saúde, a Prefeitura de Pouso Alegre espera disponibilizar mais 38 leitos de UTI e outros 26 leitos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que está em construção ao lado do HCSL.


Reativação do Hospital não emplacou

Chegou-se a cogitar a reabertura do Hospital Maria Thereza Rennó para atender a pacientes de covid-19. No final de março, uma vídeoconferência com um secretário-executivo do Ministério da Saúde reuniu os prefeitos Wander Chaves (PPS), de Santa Rita, Rafael Simões (DEM), de Pouso Alegre, e o deputado federal Bilac Pinto (DEM). Mas a iniciativa acabou não vingando.


Fechado em 2014 por problemas financeiros, o HMTR funcionou por apenas 8 meses. Sua infraestrutura era robusta: o prédio tem quase oito mil metros quadrados de área construída, 125 leitos, contando UTIs, setor de urgência, emergência e observação.


HCSL recebeu ao menos duas remessas de equipamentos

Ao menos cinco caminhões com equipamentos diversos foram descarregados no hospital de Pouso Alegre no sábado, 13. Um inventário acerca dos itens médicos ainda será disponibilizado pela Prefeitura.


Esta, porém, não foi a primeira remessa de equipamentos vindos do hospital desativado recebida pelo HCSL. Em 1º de abril, um convênio firmado entre os municípios de Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí e o Samuel Libânio e o Hospital Antônio Moreira Costa, destinou ao hospital de Pouso Alegre 8 monitores e seis ventiladores pulmonares do HMTR. Além disso, o próprio Hospital Antônio Moreira destinou ao HCSL outros dois ventiladores.


A destinação ao HCSL foi possível porque o município de Santa Rita do Sapucaí também utilizou um decreto de emergência em saúde para requisitar equipamentos do HMTR. Os insumos seguiriam para o Hospital Antônio Moreira Costa que, por sua vez, os cedeu, por meio do convênio, ao HCSL.


Simões pede despolitização e afirma que equipamentos poderiam ser perdidos

Em video, o prefeito Rafael Simões justificou a medida, afirmando que o município é referência regional em saúde, tendo sob sua responsabilidade 32 outras cidades que, caso tenham casos graves de covid-19, vão precisar enviá-los para o HCSL. Ainda de acordo com o político, os equipamentos poderiam ser requisitados para outras regiões e o hospital de Santa Rita não teria condições de ser reaberto a tempo de ser utilizado durante a pandemia.


Veja o vídeo gravado pelo prefeito:


"Nós fomos notificados que aquele Hospital Maria Thereza Rennó, em Santa Rita, que está parado há mais de seis anos, ele não tem condições e reabrir a tempo de acudir os pacientes da covid-19. Em razão disso, nós tomamos a iniciativa de fazer a requisição", afirma o político no vídeo.


A constatação de que não haveria tempo hábil para reabertura do hospital durante a pandemia teria sido feita pela Superintendência Estadual de Saúde, que visitou a unidade de saúde nos últimos dias.

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com