Prefeito de Varginha renuncia em meio à crise do coronavírus

A forte pressão sobre os prefeitos em meio à crise da pandemia de coronavírus fez nesta segunda-feira, 06, sua primeira vítima. O prefeito de Varginha, Antônio Silva (PTB), renunciou ao cargo. A desistência do político ocorre em meio a idas e vindas da administração local nos últimos, que titubeou entre manter a quarentena e afrouxar as restrições para o comércio de Varginha.




"Num ato de livre manifestação de vontade e para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, venho comunicar a V. Exa. minha decisão irrevogável e irretratável de RENUNCIAR, a partir desta data, ao cargo de Prefeito Municipal desta cidade de Varginha", registra Antônio SIlva em sua carta de renúncia.

A crise do coronavírus em Varginha tinha como liderança mais proativa o vice-prefeito, Verdi Lúcio Melo (PSDB). Mas a condução sofreu um forte revés na sexta-feira, 03, quando Antônio Silva publicou um decreto em que afrouxava as restrições para abertura do comércio.


Durante o fim de semana, a medida foi duramente criticada por Ministério Público, Associação Médica, a própria comissão de enfrentamento ao Covid-19 montada pela Prefeitura, o Conselho Municipal de Saúde e a Superintendência Regional de Saúde.


As cobranças levaram à revogação do decreto ainda no domingo, 05, e nesta segunda, o prefeito apresentou sua carta de renúncia.


Com 77 anos, Antônio Silva estava em seu quarto mandato à frente da Prefeitura de Varginha. Em 2016, ele obteve 43,98% dos votos válidos. Exerceu outros três mandatos em 1989/1992, 1997/2000 e 2012/2016.


Confira a íntegra da carta de renúncia de Antônio Silva:





Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com