Samuel Libânio tem ocupação de 18,2% dos leitos de UTI destinados à Covid-19

Conforme os números apresentados pelo hospital, há seis pacientes na UTI e 11 em leitos clínicos, que também estão com ocupação abaixo de 20%


HCSL reservou 33 leitos de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19 - Foto: Ascom/PMPA


O Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL) divulgou nesta sexta-feira, 19, o percentual de ocupação de seus leitos destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19. Foi a primeira vez que o hospital, que é referência regional para o tratamento da infecção, divulgou a informação. De acordo com o informe publicado nas redes sociais, tanto os leitos de UTI quanto os leitos clínicos têm ocupação abaixo de 20%.


O HCSL possui 33 leitos de UTI destinados à Covid-19. De acordo com o hospital, eles estão com 18,2% de ocupação, ou seja, há seis deles ocupados. Já os leitos clínicos teriam 18,3% de ocupação. Como há 60 leitos neste segmento, conclui-se que 11 deles estão ocupados.




Referência para 53 municípios da região, o HSCL pode receber pacientes com o quadro grave da doença e/ou suspeita da doença de todas essas cidades, que integram a Superintendência Regional de Saúde de Pouso Alegre.


Sabe-se, no entanto, que ao menos dois pacientes internados na UTI e cinco dos que estão em leitos clínicos são de Pouso Alegre conforme informado pela Prefeittura no boletim desta sexta-feira.


Hospital de Campanha

Além dos leitos disponibilizados no HCSL para tratamento de pacientes com a Covid-19, a Prefeitura montou um hospital de campanha no espaço que vai abrigar a futura UPA 24 horas no município. Lá, há 26 leitos clínicos descocupados e, caso seja necessário, eles podem ser amplidos para o dobro disso, de acordo com a Prefeitura.

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com