Solidariedade na pandemia: para arrecadar alimentos, voluntários armam tenda e criam pit stop

Em bairro, tem ponto de doação no sistema: doa quem pode, pega quem precisa. Na região central, pit stop recebe donativos com dinâmica de drive thru


No bairro Cidade Vergani, morador arrecada alimentos para doar em tenda em frente à sua casa - Foto: arquivo pessoal


A crise econômica gerada pela pandemia de coronavírus bateu à porta de muitos pouso-alegrenses. Com postos de trabalho escassos e renda minguando, colocar comida sobre a mesa tornou-se um desafio para muitas famílias. Para ajudá-las, iniciativas independentes estão arrecadando alimentos de maneiras criativas.


Na entrada do bairro Cidade Vergani, na Rua João Vitor de Freitas, uma faixa de pano estendida acima de uma tenda, em frente ao número 30, explica a dinâmica da ação solidária: "Doe para quem precisa. Pegue se precisar". Abaixo da tenda, alguns mantimentos expostos, dando a aparência de um minimercado a céu aberto. Mas não tem nada à venda ali, doa quem pode, pega quem precisa.


O motorista José Edson, morador do bairro e responsável pela ação, dá mais detalhes: "Montei essa tenda aqui para nós pedirmos umas doações nesse momento de dificuldades e para quem precisar, também pode passar aqui e pegar".


Ele conta que a ideia surgiu de uma conversa com a mãe, que mora em Glória do Goitá, no estado de Pernambuco. Ela narrava para o filho a situação difícil de algumas famílias por lá em meio à pandemia. Ele, então, sugeriu que ela armasse uma tenda na rua e arrecadasse alimentos para ajudar. A sugestão do filho não ganhou forma em Pernambuco, mas acabou vingando em Pouso Alegre.


"Quer saber de uma coisa? Muitas pessoas aqui no bairro me procuraram esses tempos dizendo 'o negócio está tão difícil, rapaz, não arranjo um bico, nada...' e eu pensei 'quer saber de uma coisa? Eu é quem vou fazer essa tenda", narra José Edson.


A tenda foi armada no sábado, 25. O motorista a pegou emprestada com um amigo. A primeira leva de alimentos sob a estrutura saiu da casa de José Edson. Com a faixa esticada: "Doe para quem precisa e pegue se precisar", não demorou para que as primeiras doações começassem a chegar.


"De cara, chegou um com doação de três cestas. Eu já abri, distribui os mantimentos sobre a mesa. Hoje (26), já veio mais gente, graças a Deus. Já saiu uma faixa de umas seis cestas e eu estou com uma mesa farta aqui", quantifica o voluntário.


Mantimentos doados à tenda montada no Cidade Vergani

Pit Stop no Centro

Saindo do Cidade Vergani e indo para o Centro, o proprietário de uma barbearia se juntou aos funcionários para dar mais uma opção àqueles que querem ajudar de alguma forma. Eles criaram o Pit Stop Solidário. Em sistema de drive thru, a ação arrecada alimentos e produtos de higiene.


O Pit Stop Solidário aconteceu neste domingo, 26, das 11h às 13h, na Avenida Afonso Pena, número 87. "Queremos ajudar as famílias desassistidas nesse período de isolamento. Me reuni com todos os colaboradores e decidimos criar esta campanha. Temos alguns clientes envolvidos e bastante famílias para ajudar", conta o empresário Henrique Adário.



Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com