Banners_Portal_Capitólio_750x160.jpg

Exposição de grafite conta início do Hip Hop no shopping de Pouso Alegre

29/06/2018

Exposição Old School Hip Hop será aberta ao público no próximo domingo (01), no Anexo 2 da Galeria Artigas do shopping de Pouso Alegre. As exposições do artista já passaram por França e Holanda

 

 

Ícones da cultura Hip Hop são retratados em exposição do grafiteiro Diego Style (imagem: divulgação)

 

 

Foi-se o tempo em que a beleza dos grafites só podia ser contemplada em muros e paredes de vias urbanas. Os tempos marginais ficaram na história para dar lugar a grandes exposições, que tomam galerias e museus e ocupam seu espaço de direito entre composições artísticas admiradas.

 

Uma delas poderá ser conferida com exclusividade pelos frequentadores do SerraSul Shopping, que recebe a partir do próximo domingo (01), no Anexo 2 da Galeria Artigas, a exposição Old School Hip Hop, um retrato do início da marcante manifestação cultural que, depois de surgir entre comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas nos guetos de Nova Iorque da década de 1970, ganhou o mundo. A história de como tudo começou é contada pelo grafiteiro Diego Style em 12 telas no formato painel 80 por 60 cm.

 

Natural de Senador Amaral, Diego Style é um exemplo emblemático da série de artistas que se formaram a partir da mudança de perspectiva sob uma das manifestações artísticas mais autênticas de nosso tempo. Ao longo de mais de duas décadas, ele desenvolveu seus dons artísticos no interior da cultura Hip Hop. Começou dançando e entrou em contato com os outros elementos da linguagem. Mas foi no graffiti que ele se descobriu. Muros e paredes, telas e mais telas depois, seu graffiti alcançou status internacional, chegando a compor exposições na França e Holanda.

 

Na exposição, os visitantes vão se deparar com trabalhos que retratam ícones como 2Pac e Racionais MCs. As telas abusam das cores, precisão, jogos de luz e aquela liberdade de contorno que só o graffiti tem, permitindo à pintura transcender à tela como se fosse um mar incontido de spray.

 

O caminho até o graffiti

Como Diego Style faz questão de reforçar, tudo começou com o Hip Hop. “Comecei dançando depois fui conhecendo os outros elementos (...), frequentando os eventos de hip hop. Então comecei a praticar break e, depois de seis anos dançando, comecei no graffiti”, relembra. O que começara em 1994 como hobbie virou trabalho.

 

Passou a integrar diversos projetos sociais e oficinas de arte em Minas e São Paulo. Em 2008, foi convidado a ministrar aulas de grafitti na Fundação Casa de Bragança Paulista e em 2010 ministrou aulas de break e grafitti em Extrema. Nos anos seguintes, seguiu participando de projetos sociais, principalmente no interior paulista.

 

As águas se dividiram para o artista em 2016, quando ele teve a oportunidade de expor seu trabalho em Paris. Durante sua estadia na França, participou de vários eventos de grafitti, com grafiteiros de diversas partes do mundo. Em 2017, o destino escolhido foi a Holanda, onde também realizou diversos trabalhos artísticos na rua. Atualmente, trabalha em uma exposição independente e participa de eventos de grafitti por todo o Brasil.

Tags:

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Please reload

Polícia persegue carro roubado pela BR-459 e Fernão Dias e resgata vítimas de assaltantes

11/11/2019

Morre diácono que se envolveu em acidente a caminho de Pouso Alegre

09/11/2019

1/15
Please reload

Avenida Dr. Lisboa, 334, Sala 2
CEP: 37550-110 | Pouso Alegre (MG)
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas