Banners_Portal_Capitólio_750x160.jpg

Desentendimento por foto íntima pode ter motivado a morte de Luísa

23/08/2018

Corpo da jovem foi encontrado em trilha próxima a rua sem saída no Parque Real

 

Um desentendimento depois de uma foto íntima tirada durante o sexo pode ter sido o estopim do assassinato de Luísa Retuci. O namorado, Wesley Ferreira Cruz, contou à polícia que a briga que terminou com a morte da adolescente começou porque ele teria tirado uma foto dela durante relacionamento sexual. A garota de 14 anos não teria gostado. A adolescente foi morta na terceira (21). Seu corpo foi encontrado na manhã seguinte, em uma trilha do bairro Parque Real, nas proximidades do Aeroporto Municipal.

 

O namorado confessou tê-la golpeado, mas afirma não ter tido a intenção de matá-la. A necropsia, porém, apontou diversos sinais de violência no corpo da jovem. "Ela tinha marcas de esganadura, foi encontrada uma marca forte no pescoço de estrangulamento com a própria roupa, isso demonstra que não foi uma morte acidental, um simples golpe de mata-leão, ele empreendeu força ali exatamente para sufocar ela. E ela tem vários hematomas pelo corpo, costas, peito, braço, então demonstra que ali dentro ela foi violentamente agredida, dentro do próprio carro", revelou o delegado.

 

O desentendimento

No celular de Luísa, os investigadores encontraram uma série de mensagens que registram o quão conturbado era o relacionamento do casal de namorados. Desavenças e ameaças eram comuns entre eles. A briga de terça-feira começou depois de um foto tirada durante o relacionamento sexual. "Ele alega que foi uma fotografia íntima que ele bateu durante o relacionamento, que ela não aceitou e que em razão disso começou o desentendimento", disse o delegado Rodrigo Bartolli.

 

Corpo da menina foi confundido com boneca

O morador que primeiro visualizou o corpo de Luísa chegou a confundi-la com uma boneca. A polícia foi chamada ao local depois que ele contou a história sobre a "boneca" que tinha visto "jogada de qualquer jeito" em uma trilha à beira de uma rua sem saída. A dona do terreno foi verificar e chamou as autoridades. Ela não quis se identificar.

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Please reload

Mulher tenta matar namorado, troca tiros com a polícia e é baleada

20/11/2019

Homem bota fogo no automóvel da esposa após discussão

20/11/2019

1/15
Please reload

Avenida Dr. Lisboa, 334, Sala 2
CEP: 37550-110 | Pouso Alegre (MG)
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas