Banners_Portal_Capitólio_750x160.jpg

Alvo de linchamento, suspeito de esfaquear Natália Gonçalves é preso

08/01/2019

Suspeito é alvo de linchamento (Foto: montagem redes sociais) 

 

 

A polícia prendeu um suspeito de ter esfaqueado a jovem Natália Gonçalves. O homem de 30 anos foi identificado por populares em um vídeo que circula nas redes sociais. Um grupo de pessoas tentou linchá-lo, mas foi impedido pelas autoridades, que prenderam o homem. A Polícia Civil diz que ainda não é possível afirmar que ele tenha sido o autor do crime.

 

O possível suspeito foi identificado por meio de um vídeo de câmeras de segurança. As imagens mostram um homem caminhando próximo ao local onde a jovem foi atacada. Ele estaria segurando uma faca. Populares filmaram as imagens da câmera de segurança com seus celulares e compartilharam nas redes sociais.

 

Foi assim que o suspeito foi identificado. Um grupo de moradores foi então até sua casa e o levaram a um pasto próximo da residência. Foi quando teve início o linchamento. A polícia foi chamada e conteve os agressores.

 

O homem foi preso e encaminhado para o Hospital Escola de Itajubá. A polícia informou tratar-se de um usuário de drogas. Materiais genéticos dele e da vítima foram colhidos para análise. Nas unhas da vítima, foi encontrado um pouco de cabelo, o que pode ajudar a confirmar a identidade do assassino.

 

A polícia, porém, alertou que as imagens que circulam nas redes sociais não são datadas, o que torna impossível confirmar se as cenas gravadas são do momento do assassinato da jovem.

 

O crime

O crime que chocou Itajubá e região ocorreu na manhã desta segunda (07). Natália Gonçalves, de 21 anos, foi morta com 15 facadas, em uma estrada de terra que dá acesso a um loteamento de Itajubá.

 

A perícia encontrou um pouco de cabelo nas unhas de Natália, que podem ser do agressor, além de poder indicar que ela lutou com ele durante o ataque. "Nós temos equipes da Polícia Militar e equipes da Polícia Civil, da Delegacia de Homicídios, fazendo os trabalhos de investigação. As diligências ainda estão acontecendo no intuito de identificar o [possível] suspeito", informou o capitão da Polícia Militar, Júlio Alves.

 

Testemunha teria ouvido gritos de Natália

Uma testemunha teria ouvido os gritos de Natália no momento do ataque. Quem conta é o comandante do Corpo de Bombeiros, Eduardo Simões: "Alguém passou e ouviu os gritos. Saíram na rua lá e viram o corpo dela no meio da estrada que dá acesso ao bairro, uma estrada de terra. O corpo estava caído no solo", descreve.

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Please reload

Em Pouso Alegre e região: Minas Segura prende 6 em 56 operações

28/01/2020

Prefeitura faz recapeamento de 54 ruas no São João

28/01/2020

1/15
Please reload

Avenida Dr. Lisboa, 334, Sala 2
CEP: 37550-110 | Pouso Alegre (MG)
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas