Banners_Portal_Capitólio_750x160.jpg

Carro roubado: vídeo mostra perseguição por 16 quilômetros na Fernão Dias

13/02/2019

 

 

 

Uma perseguição policial na Fernão Dias produziu cenas de filme na tarde desta terça-feira (12). Um casal que seguia em um carro com placas de Belo Horizonte desobedeceu uma ordem de parada da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no posto de pedágio de Vargem (SP). Os policiais, então, saíram na captura dos suspeitos em uma perseguição que se estendeu por 16 quilômetros e só terminou no quilômetro 940 da BR-381, em Extrema.

 

Segundo a PRF, a ocorrência teve início por volta das 16h30, durante uma ação de fiscalização próximo à praça de pedágio. Ao receber a ordem de parada, o homem de 48 anos, que conduzia o veículo, chegou a reduzir sua velocidade e até parou  o automóvel, mas, quando os policiais se aproximaram, ele arrancou com o carro e fugiu. Começava a perseguição que levaria a momentos de grande perigo na estrada.

 

PRF conseguiu capturar o casal 16 quilômetros depois, próximo a Extrema (Foto: PRF) 

 

Para escapar dos policiais, o motorista em fuga executou uma série de manobras perigosas. Em zigue-zague, ele trocava de faixa em alta velocidade, atravessando a pista entre veículos. O condutor chegou a jogar uma sacola plástica pela janela do veículo, objeto que não chegou a ser localizado pela polícia.

 

Determinada a capturar o casal, a PRF efetuou disparos no pneu traseiro do veículo. Mas nem assim o carro parou. A saga atravessou a divisa dos estados de Minas e São Paulo e só foi ter fim no quilômetro 940 de Extrema, quando o motorista perdeu o controle do veículo e se chocou contra um caminhão. Ninguém se feriu na batida.

 

Fuga a pé

E nem assim, o homem de 48 anos se deu por vencido. Ele ainda tentou uma fuga a pé. No entanto, ele e a mulher de 32 anos, que o acompanhava, terminaram presos em flagrante. O casal deve responder, inicialmente, por desobediência, resistência e receptação, já que o carro em que estavam era roubado. E não para por aí. A polícia descobriu que os documentos portados pela dupla eram falsos, o que lhes rendeu mais uma acusação, dessa vez por falsidade ideológica. O caso foi registrado na Polícia Civil de Vargem.

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Please reload

Veja: grande volume de chuva e lixo provocam alagamento impressionante na Comendador

14/12/2019

Vigilância Sanitária monitora buffet onde teria ocorrido surto de intoxicação alimentar em Pouso Alegre

13/12/2019

1/15
Please reload

Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas
Avenida Dr. Lisboa, 334, Sala 2
CEP: 37550-110 | Pouso Alegre (MG)
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com