Banners_Portal_Capitólio_750x160.jpg

Na Secretaria de Governo, Bilac deve aproximar Simões de Zema

27/08/2019

Bilac já despachava desde a última sexta-feira na Cidade Administrativa, mas foi nomeado nesta terça. Aliado de primeira hora de Simões, sua chegada ao governo Zema deve aparar arestas entre o prefeito e o governador

 

O prefeito Rafael Simões, o secretário de Estado Bilac Pinto e o governador Romeu Zema em Belo Horizonte, na segunda-feira, 26 - Foto: Ascom/PMPA 

 

Foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado de Minas a nomeação do deputado federal Bilac Pinto (DEM) para a Secretaria Estadual de Governo. Desde a última semana, era aguardava a confirmação do político no posto, que está entre os mais importantes da administração estadual por concentrar a articulação política com a Assembleia, municípios e direcionamento de verbas regionais.

 

Bilac substitui o tucano Gustavo Matos, contra quem pesava uma ampla insatisfação na assembleia mineira. O chamado ao democrata tem exatamente o objetivo de melhorar o trânsito do governo Zema entre os deputados. A primeira missão de Bilac é nada menos que criar as condições para que a assembleia aprove o pacote de medidas que permitirá a Mina aderir ao programa de recuperação fiscal do governo federal. São medidas duras, que precisarão de articulação política afinada para prosperar.

 

Condições

A nomeação saiu nesta segunda, mas Bilac já despachava da Cidade Administrativa desde a última sexta-feira (27). Ontem mesmo, como o R24 noticiou, ele participou de reunião entre o presidente da farmacêutica Cimed e o governador, encontro que também teve a participação do prefeito Rafael Simões (PSDB).

 

Com o passe valorizado, Bilac fez exigências para aceitar o cargo. Pediu mais autonomia para a pasta. A Secretaria de Governo foi desidratada na reforma administrativa de Zema, perdendo diversas atribuições, como o controle da área da comunicação. O comando dessa área estratégica do Estado, inclusive, teria sido uma reivindicação de Bilac para ocupar a vaga.

 

Em comunicado enviado à imprensa, Bilac Pinto citou seu antecessor e falou em dar continuidade aos trabalhos. Apontou ainda que pretende somar sua experiência política com "as propostas inovadoras" de Zema. "Foi com muita honra que aceitei o convite realizado pelo Governador Romeu Zema, para dar continuidade aos trabalhos da Secretaria de Governo, até então coordenada pelo grande amigo, e ex-prefeito, Custódio Mattos. Regressar ao Governo de Minas Gerais é motivo de muita satisfação, pois a fusão da minha experiência administrativa com as propostas inovadoras do Governador Romeu Zema, e seu Vice-Governador, Paulo Brant", disse.

 

Ponte entre Zema e Simões

Mas a nomeação de Bilac representa um outro ganho importante para Zema: o deputado tem bom trânsito entre os prefeitos. É o caso do prefeito Rafael Simões (PSDB), que tem no deputado um de seus maiores aliados. A dobradinha rendeu a Bilac a maior votação de Pouso Alegre na última eleição para deputado federal. Ele obteve 12,6 mil votos na cidade.

 

A relação entre Romeu Zema e o prefeito de Pouso Alegre já teve alguns momentos de estremecimentos. Como todo relacionamento conturbado, a primeira aproximação foi com o pé esquerdo. Em janeiro, o staff do governador chegou a barrar a entrada de Simões em uma reunião com prefeitos que acontecia em Varginha. Simões não deixou barato. Na entrada do encontro, cobrou do governador repasses não feitos pelo Estado à cidade de cerca de R$ 92 milhões. 

 

Desde então, o relacionamento entre os políticos nunca chegou a ser amistoso, ainda mais com a dívida do Estado com o município atingindo a cifra de R$ 100 milhões. Conhecido por suas posições firmes, Simões seguiu cobrando o Estado. As cobranças só arrefeceram após o acordo que definiu o pagamento dos repasses não feitos a partir do próximo ano.

 

Mas a chegada de seu grande aliado no governo de Minas deverá ser um ponto de inflexão. Simões acredita que a capacidade de articulação política de Bilac fará o papel de estreitar o relacionamento do governo com os municípios. O R24 perguntou ao prefeito o como fica essa relação. Confira:

 

A chegada de Bilac Pinto à Secretaria de Governo pode ser uma ponte para melhorar a relação com o governador e com o governo de Minas?
 

Com certeza. O deputado federal Bilac Pinto, como titular de uma das secretarias mais importantes do Governo do Estado e grande articulador político, vai estreitar o relacionamento com os municípios mineiros, através de políticas de aproximação e mais atenção. Com referência a Pouso Alegre, o deputado e agora novo secretário, sempre esteve presente na solução e condução das demandas junto aos governos federal e estadual e, pelo carinho que nutre a esta cidade, acreditamos que Pouso Alegre continuará a merecer a sua atenção de forma muito especial.

 

Qual prejuízo que fica em termos de interlocução junto ao governo federal, já que Bilac era o principal aliado do prefeito na Câmara? Como preencher esse vazio?
A interlocução junto ao Governo Federal poderá continuar através do deputado Marcus Pestana, que deve assumir, e possui ampla identificação com Pouso Alegre desde governos passados. Com certeza esse parlamentar estará à altura de conduzir as demandas do município. Além do mais, há ainda os senadores Rodrigo Pacheco e Anastasia, ambos sempre dispostos a representar Pouso Alegre.

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Please reload

Prefeitura inicia remoção de veículos abandonados

18/11/2019

Motociclista se choca violentamente contra mureta na Fernão Dias e morre na hora

17/11/2019

1/15
Please reload

Avenida Dr. Lisboa, 334, Sala 2
CEP: 37550-110 | Pouso Alegre (MG)
Comercial: (35) 99931-8701 | (35) 3422-2653
comercialredemoinho24@gmail.com
Redação: (35) 3422-2653
redemoinho24@gmail.com
Editado por Capitólio Ass. E. R. Públicas